Niels Albert analisa os recentes Campeonatos da Europa de ciclocrosse: "O domínio dos belgas no cross-country já não existe"

O analista de ciclocrosse Niels Albert deu a sua opinião sobre o fim de semana do Campeonato da Europa na HLN, em que Fem van Empel e Michael Vanthourenhout prolongaram o título europeu por um ano.

"O domínio dos belgas no cross-country já não existe", começou por dizer com firmeza. "No passado recente, ganhámos medalhas em todas as categorias. Não foi o caso em Pontchâteau. Estou surpreendido. Esperava melhor e pensava que estávamos numa posição melhor a nível internacional". Nos juniores, os franceses venceram duas vezes, enquanto Zoe Backstedt e Van Empel conquistaram os outros títulos femininos. Para além de Vanthourenhout, Jente Michels, da Bélgica, garantiu o sucesso entre as jovens promessas."

"Tivemos um Campeonato da Europa aborrecido com os verdadeiros profissionais", diz Albert com toda a clareza. "Ainda bem que Michael Vanthourenhout ganhou, o rapaz correu bem. Como acontece frequentemente num campeonato, Eli Iserbyt não esteve presente. Campeão da Europa uma vez, é tudo para ele. É o que se poderia pensar: Pontchâteu, com curvas, voltas, um pouco técnico, é um percurso que ele deve ser capaz de fazer. Teve um furo, sim, mas não havia maneira de voltar atrás".

O facto de o principal favorito Thibau Nys não ter participado não foi imediatamente um problema para o antigo cavaleiro. "Thibau desistiu, não era certamente essa a sua intenção. Era de esperar que Thibau estivesse no início do Campeonato da Europa para obter um resultado. Ele já alcançou esse estatuto na sua tenra idade. E deve estar contente com isso. Considero um elogio o facto de o público esperar que Thibau se apresente. Isso significa que toda a gente pensa que ele é um bom ciclista".

Deixe um comentário

666

0 Comentários

Mais comentários

Você está vendo apenas os comentários sobre os quais foi notificado, se quiser ver todos os comentários deste post, clique no botão abaixo.

Mostrar todos os comentários