Mathieu van der Poel lidera Jasper Philipsen para a vitória no Tour: "Foi complicado porque tínhamos de estar muito bem posicionados na abordagem ás curvas"

Na Volta a França e em grande parte da época de 2023, tudo foi um sonho para a Alpecin-Deceuninck, mas sobretudo para a fantástica dupla dos sprints composta por Mathieu van der Poel e Jasper Philipsen. Mas não há duas épocas iguais e no Tour deste ano a dupla não conseguia ser bem sucedida nem sequer se aproximou dos lançamentos perfeitos que fez na corrida da edição passada. Isso acabou por acontecer hoje, com o Campeão do Mundo a ajudar o seu sprinter a conquistar uma vitória muito importante.

"Já disse algumas vezes que no ano passado quase todos os sprints foram um sucesso e correram na perfeição, mas nem sempre é esse o caso. Hoje estávamos todos incrivelmente motivados. Há muito poucas oportunidades para nós, enquanto equipa. Estou feliz por estarmos agora a vencer etapas", disse van der Poel após a vitória da equipa à NOS. Esta foi a quarta oportunidade para o comboio da equipa belga funcionar, e finalmente aconteceu. Depois de dois segundos lugares - e de outro, que levou a uma desclassificação - van der Poel conseguiu finalmente chegar à frente no pelotão a poucos metros do fim e levar o seu colega de equipa à vitória.

Mathieu van der Poel lidera Jasper Philipsen para a vitória no Tour: "Foi complicado porque tínhamos de estar muito bem posicionados na abordagem ás curvas"
van der Poel fez um trabalho exemplar para a vitória de Philipsen na 10ª etapa

Foi uma saída de prova exemplar da Alpecin, fruto de boas pernas e experiência. "Fizemos um excelente trabalho como equipa, estando sempre muito bem posicionados na frente na abordagem ás curvas. Era complicado e sabíamos que tínhamos de estar na frente, o que acabou por correr bem. O facto do Jasper ter finalmente ganho é perfeito".

Foi um triunfo desejado e necessário, uma vez que a primeira semana afectou a confiança de Philipsen e foi caótica, pois a Alpecin não conseguiu funcionar de forma ideal num pelotão em que os comboios simplesmente não funcionavam nos sprints de grupo. "Não falei muito com o Jasper. Ele não devia duvidar de si próprio e tentar o sprint quando sentisse que podia", concluiu van der Poel.

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments

Most read