Tim Merlier espera que a queda no contrarrelógio não o impeça de disputar o sprint de hoje: "Ainda tenho alguns arranhões"

Tim Merlier sofreu uma queda no contrarrelógio da Volta a Itália, disputado na última sexta-feira. Embora não tenha sido grave, sofreu lesões que o incomodaram nos últimos dias e espera que estas deixem de prejudicar as suas hipóteses de lutar por vitórias em etapas.

"Ainda não recuperei totalmente da queda. Ainda tenho alguns arranhões. Mas é um novo dia e talvez uma nova oportunidade para os sprinters", disse Merlier no início da etapa de hoje. "Espero um início difícil, mas vamos certamente tentar um sprint."

Apesar de ter um início montanhoso, o final da 11ª etapa de hoje é completamente plano e uma das melhores oportunidades para sprinters puros em todo o Giro. Em Nápoles, era evidente que Merlier estava a sofrer com as lesões, uma vez que foi deixado para trás muito cedo e nunca chegou a disputar o sprint final. Espera ter melhores pernas num dia que lhe é bastante familiar.

"Faz lembrar um pouco as etapas do Tirreno-Adriatico que passam ao longo da costa. Já fizemos este tipo de etapas antes neste Giro. Por isso, sabemos o que esperar", concluiu. O belga pode ainda contar com o apoio dos seus homens de ataque Luke Lamperti e Bert van Lerberghe para o guiarem nos últimos metros da etapa.

Place comments

666

0 Comments

More comments

You are currently seeing only the comments you are notified about, if you want to see all comments from this post, click the button below.

Show all comments

Most read